terça-feira, 22 de maio de 2012

Esse aqui bê

Muitos acharão que o que vou contar aqui é papo de mãe maluca, mentirosa, ou algo que valha. Mas Dante reconhece há tempos os números e algumas letras e o repertório aumenta a cada dia.

Ele pega as revistas e fica decodificando as letras e quando não entende alguma, ele pergunta "Essaqui?". Eu não incentivo porque acredito que para tudo na vida existe prontidão, mas se a curiosidade parte dele, o que fazer senão responder as perguntas?

Partindo desse princípio, comprei alguns joguinhos e ele tem se divertido bastante. Como se não bastassem os comerciais da tv e as fachadas do comércio, ele agora desandou a tentar "ler" o que encontra pela frente.

Segundo a vovó Z., esses dias estava ela no supermercado escolhendo legumes e ele dispara a ler as letras vazadas da caixa: "D de Dante, I de tia Idi e A de tio Adé".

E esse finde foi minha vez. No freezer da lanchonete, a marca Bariloche. E ele leu as letras menos o "h" na sequência, sem pestanejar.

Acho que essas crianças de "hojemdia" já nascem prontas.





Beijolas.

4 comentários:

  1. No mínimo, muito fofo! Fico honrada de ser lembrada no "I".Confesso que sempre tive implicância com meu nome começar com "I" e não ter a vogal "a". Acho que isso é coisa de ariano. Beijos, saudade, Tia "I"di

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na próxima, vc pede para se chamar "arara"...rs Beijos.

      Excluir
  2. rsrsrsrrs....Janaína

    ResponderExcluir